Áreas de Intervenção

 
 
 

CIRURGIA ORAL

 

 
Cirurgia Oral é a especialidade da Medicina Dentária dedicada à prevenção, diagnóstico e tratamento de alterações, lesões e patologias da cavidade oral e estruturas anexas. A correção das alterações e patologias da cavidade oral permite melhorar significativamente a capacidade estética e funcional, nomeadamente as funções fonéticas, de mastigação e deglutição, em muitos casos com resultados visíveis na autoconfiança e envolvimento social dos pacientes. Casos clínicos mais complexos exigem que outras especialidades como a Implantologia, a Ortodontia, a Prostodontia, ou a Periodontologia, trabalhem em articulação com a Cirurgia Oral, privilegiando-se nestas situações um plano de tratamento integrado e multidisciplinar. Pelo facto de lidar com procedimentos cirúrgicos muitas vezes complexos, a equipa clínica integra uma médica anestesista, possibilitando deste modo que com toda a segurança e conforto para o paciente algumas intervenções sejam realizadas sob anestesia geral.
 
 
 
 
 
 
 
 

Tratamentos Cirúrgicos

 
Extrações
 
 
 
Remoção de Quistos e Tumores
 
 
 
 
 
Extrações Cirúrgicas de Dentes Inclusos
 
 
 
Tratamento de Deformações Dentárias e Esqueléticas
 
 
 
 
 
 

DENTISTERIA ESTÉTICA

 
A Dentisteria Restauradora e Estética é a especialidade da Medicina Dentária responsável pela restauração de dentes que apresentem lesões de cárie, alterações de forma ou coloração, fraturas dentárias, dentes com restaurações escuras antigas e inestéticas, restituindo deste modo a aparência original dos dentes.

Para além de contribuir para uma melhoria das funções orais, através das mais diversas técnicas, a Dentisteria devolve ao paciente um sorriso saudável e bonito, contribuindo para um incremento da estética, autoconfiança e envolvimento social.
 
 
 
Podemos incluir aqui tratamentos tais como:

1. Dentes com fraturas
2. Substituição de restaurações de amálgama de prata (chumbos pretos antigos) por restaurações em cerâmica (inlays/onlays)
3. Encerramento de Diastemas (espaços entre os dentes)
4. Dentes com forma ou posição alterada
5. Dentes descolorados ou com manchas
6. Ausências de dentes (pontes ceramicas apoiadas sobre dentes naturais ou sobre implantes)
 
 
 
 
 
 

OCLUSÃO E DISFUNÇÃO TEMPORO MANDIBULAR

A oclusão é a área da Medicina Dentária que se ocupa das relações entre a arcada dentária maxilar e a mandibular e as suas implicações com os restantes elementos do sistema estomatognático (dentes, gengiva, ossos, músculos, ligamentos, articulação temporomandibular). As manifestações clínicas de problemas na articulação temporomandibular (ATM) dividem-se em 2 grupos: dor, que leva os pacientes à consulta; e disfunção, ausência ou alteração da função do sistema estomatognático. Existem uma série de sinais e sintomas muito característicos dos pacientes com DTM (disfunção temporomandibular).
 
 
Tratamento da Disfunção da Articulação Temporo Mandibular
 
 
 
Sintomas
 
 
 
Sinais dentários
 
 
 
Tratamento
 
 
 
 
 
 
 
 
 

HIGIENE ORAL


 
A consulta de Higiene Oral e Medicina Dentária Preventiva, executada por uma Higienista Oral é de extrema importância porque para além de interagir com todas as outras especialidades da Medicina Dentária, contribuirá para uma melhoria da sua saúde oral bem como para um maior sucesso e durabilidade dos tratamentos efetuados. A Higienista Oral tem como principais responsabilidades:
Divulgar aos pacientes a importância de uma boa higiene oral para a obtenção de uma ótima saúde oral e estética dentária.
Adequar o plano de consultas de destartarização e controlo às necessidades de cada paciente.
Utilizar jato de bicarbonato para remoção de pigmentações extrínsecas.
Manter uma boa saúde gengival e periodontal em pacientes que foram submetidos a tratamentos de ortodontia e/ou de reabilitação oral com próteses e implantes.
As consultas de manutenção em pacientes submetidos a tratamentos de periodontologia.
Realização de selantes de fissuras e aplicações tópicas de flúor para prevenção da cárie dentária.
Aplicação de geles para tratamento da hipersensibilidade dentária.
Execução de branqueamento dentário (branqueamento externo).
 
 
 
 
 

IMPLANTOLOGIA

A Implantologia é a especialidade da Medicina Dentária dedicada à reabilitação das ausências dentárias através da colocação de implantes. A falta de conforto e confiança, sobretudo relacionada com os embaraços sociais, são aspetos associados ao uso de próteses removíveis. Por outro lado, a pressão exercida pelas próteses removíveis pode danificar os dentes adjacentes, bem como os tecidos moles, que em casos extremos conduz à reabsorção óssea e perda da estrutura de suporte dos dentes. Nesse sentido, os implantes apresentam vantagens notórias, não só no aspeto funcional e estético, mas contribuindo também para um incremento significativo da autoconfiança do paciente. Produzidos em titânio, um metal biocompatível com os tecidos humanos, os implantes funcionam como raízes artificiais sobre as quais são colocadas coroas unitárias ou pontes fixas que substituem na perfeição a dentição natural, oferecendo ao paciente uma excelente função estética e mastigatória. O extraordinário sucesso desta técnica resulta do fenómeno de osteointegração que faz com que ao fim de algum tempo o implante esteja perfeitamente incorporado na estrutura óssea do maxilar. Em implantologia podemos distinguir dois tipos de reabilitações:
 
 
Reabilitações Mistas
 
 
 
Reabilitações Totais Sobre Implantes
 
 
 
Fases de Tratamento
 
 
 
 
 
Artigo Clínico sobre a Aplicação Cirúrgica de PRF e CGF
 
 
 
Uso de Fatores de Crescimento PRF e CGF
 
 
 
 
 
 
 

BRANQUEAMENTO

 

 
O sorriso é uma das primeiras coisas que os outros reparam em nós. Se temos dentes escurecidos, pigmentados, disformes, fracturados, com espaços entre eles ou simplesmente mal posicionados, isso pode afectar o modo como interagimos com as outras pessoas, ao inibir a nossa vontade de rir e sorrir. O escurecimento dos dentes pode ocorrer por diversas causas como: idade, alimentos corados, fumo, entre outros. O branqueamento dentário pode ser feito no consultório ou em casa.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

ORTODONTIA


 
A Ortodontia é a área da medicina dentária que envolve o diagnóstico, prevenção e tratamento dos problemas causados por dentes que não se articulam de maneira harmoniosa, devido à má posição destes e dos maxilares.
O início do tratamento dá-se através de um estudo que envolve a análise cefalométrica da radiografia de perfil, análise dos modelos da boca, análise das fotografias e da história clínica. Só a partir desse estudo é que se poderá saber qual o tipo de aparelho a utilizar, podendo ser necessário aplicar aparelhos removíveis, fixos e/ou biomecânicos.
A duração dos tratamentos ortodônticos dependem de vários fatores podendo demorar meses ou anos, mas em média duram entre 1,5 - 2 anos.
Um bom alinhamento dentário permite uma relação correta entre as arcadas, obtendo-se um melhor equilíbrio estético dentário, facial, oclusal e funcional.
Esta área de intervenção melhora a oclusão dentária, promovendo uma melhor distribuição das forças exercidas sobre os dentes, protegendo-os de traumas na gengiva, osso e ligamentos.
 
 
 
 
 
 

ORTODONTIA

 
Em que casos são indicados os aparelhos removíveis?
 
 
 
Qual é a idade para iniciar um tratamento com aparelho removível?
 
 
 
Os aparelhos removíveis movimentam os dentes de leite?!
 
 
 
 
 
Como sei se meu filho(a) está com problemas e precisa de tratamento?
 
 
 
Como posso saber se está na hora de tratar?
 
 
 
E quais são os tipos de aparelhos removíveis?
 
 
 
 
 
Tratamento ortodontico fixo é igual ao removível funcional?
 
 
 
E quanto tempo leva um tratamento ortopédico com aparelho removível?
 
 
 
Então tratamento com aparelho removível só serve para crianças?!
 
 
 
 
 
E quanto pode custar um tratamento com aparelho removível?
 
 
 
 
 
 
 
 

PERIDONTOLOGIA ESTÉTICA

 
 
Cirurgia plástica periodontal. É normalmente usada nos procedimentos estéticos para melhor a harmonia gengival e os níveis de estética branco/rosa do sorriso.
 
 
1º Etapa
 
 
 
2º Etapa
 
 
 
Etapa Final
 
 
 
 
 
 

PRÓTESE FIXA

 
A Prótese Fixa é a área da Medicina Dentária responsável pela restauração parcial ou total da coroa de um dente através de uma prótese que é colocada sobre o dente natural previamente preparado e/ou sobre implantes dentários, não podendo ser removida pelo paciente. Poderá ainda ser utilizada para a substituição de um ou mais dentes partidos. As próteses fixas podem ser coroas ou pontes e têm como objetivo reproduzir ao máximo a dentição natural.
Os dentes quando têm as raízes em bom estado mas que já se encontram com a coroa muito partida e/ou restaurada e cuja viabilidade e resistência da restauração é muito limitada têm uma boa indicação para a colocação de coroas. Uma coroa permite recobrir de forma artificial um dente que está parcial ou totalmente destruído. Pode ser também necessário proteger com coroas dentes desvitalizados, fraturados, ou já com grandes reconstruções.
As coroas poderão também estar indicadas nos casos em que é necessário melhorar a estética, o formato ou o alinhamento dos dentes na arcada dentária.
A prótese fixa é a solução ideal nos casos em que faltam poucos dentes, não só pelo conforto como pela estética.
Quando existem espaços desdentados pequenos e dentes que poderão servir como bons pilares poderá haver uma boa indicação para o planeamento e execução de uma ponte.
 
 
 
As Pontes são utilizadas para a substituição de um ou mais dentes inexistentes, apoiando-se em dentes vizinhos que são preparados da mesma forma que para a colocação das coroas. As pontes são cimentadas definitivamente funcionando como dentes naturais. Em certos casos os dentes vizinhos não necessitam de coroas, servindo de apoio a uns retentores colados.

Em síntese, as próteses fixas estão indicadas nas seguintes situações:
• Substituição de uma grande restauração quando não resta muita estrutura de dente natural;
• Proteção de um dente enfraquecido que sofreu uma fratura;
• Aumentar a retenção e suporte de uma prótese removível esquelética;
• Substituição de um dente ausente colocando-a sobre um implante dentário;
• Recobrir um dente com alteração da cor ou forma;
• Proteção de dentes desvitalizados em que a estrutura dentária remanescente está fragilizada;
• Substituição de dentes ausentes.
As coroas ou pontes comportam-se como dentes naturais pelo que a sua higiene e manutenção exige ao paciente os mesmos cuidados que este deve ter com a dentição natural.
 
 
 
 
 
 

PRÓTESE REMOVÍVEL

 
O que são Próteses Removíveis?
 
 
 
Ao fim de quanto tempo consigo adaptar-me às minhas próteses?
 
 
 
Quanto tempo dura uma prótese?
 
 
 
 
 
Como funcionam as próteses removíveis?
 
 
 
Aqui tem alguns conselhos para cuidar das suas próteses:
 
 
 
 
 
 

Serviços

A clínica dentária Maxodontia oferece um vasto conjunto de serviços médico-dentários, com vista a total satisfação das necessidades e bem-estar dos seus clientes.
 
 
  • Endodôncia
  • Dentisteria Operatória
  • Periodontologia / Cirurgia de Implantes
  • Prótese Fixa e Removível
  • Tratamento das Disfunções Temporo Mandibulares
  • Ortodôncia
 
 
 
  • Oclusão
  • Odontopediatria
  • Cirurgia Oral
  • Higiene Oral
  • Branqueamento Dentário
  • Dentisteria Estética
  • Fisioterapia da ATM
 
 
 
 
 
 
 
 
 

ENDODÔNTIA


 
Com os tratamentos de endodôntia, que é designado por “desvitalização”, é possível conservar o seu dente em boca por mais tempo sem necessidade de recorrer a extração e a reabilitação do espaço desdentado.

Na nossa clínica, Maxodontia, temos tecnologias e técnicas para proporcionar um tratamento de qualidade num ambiente acolhedor e de confiança.

Temos a possibilidade de proporcionar tratamentos, retardamentos e microcirurgia endodôntia, com o máximo profissionalismo



 
 
 
 
 

ODONTOPEDIATRIA

 

 
A Odontopediatria é uma especialidade que se dedica à saúde oral das crianças, adolescentes, grávidas e pacientes com necessidades especiais.
A regularidade deste tipo de consulta depende sempre de cada criança, mas a recomendação será 6 em 6 meses , ou uma vez ao ano.

Qual o objetivo de um tratamento dentário em crianças?

O tratamento dentário em crianças, é essencial para prevenir:
  • dor e infecções orais;
  • a ocorrência e progressão de cáries;
  • a perda precoce de dentes;
  • a perda de espaço para erupção dos dentes definitivos;
  • para habituar a criança ao dentista e diminuir a associação entre dor e tratamento dentário.